sábado, março 10, 2012

Cores : Branco, Violeta e Azul

BRANCO

Continuando o assunto anterior, agora com as cores que faltam: 


Branco- No Ocidente, simboliza a paz e a pureza. No Oriente, é luto. Produz uma sensação de limpeza, frescor e claridade. Um espaço totalmente BRANCO, porém, torna-se monótono e hostil, levando a dispersão. 


Branco , Branco

Deixa tudo mais claro,
torna tudo bem  mais visível
aos olhos daquele que vê.

O Branco ilumina os ambientes, 
é sempre o símbolo da paz
busca neutralizar a deprê.

O branco é ausência das cores
mas a presença da luz guia
que aponta um  caminho.

O Branco parece com alva neve
mas possui o bendito poder
de acalentar o frio ninho.

O Branco seria apenas uma cor
se não fosse a única forma
de se revelar o ser oculto.

O Branco seria apenas uma cor 
se não fosse para o escuro
um indiscutível insulto.

Claudia Fernandes

O Branco resulta da mistura de todos os matizes do espectro solar, o branco é a síntese aditiva das luzes coloridas. Uma cor-luz e sua complementar produzem sempre o branco. Em pigmento, o que se acha branco é a superfície capaz de refletir o maior número possível dos raios luminosos contidos na luz branca.
Durante o Renascimento, Leon Battista Alberti afirmava que o branco não muda o gênero das cores, mas forma espécies, demostrando assim compreender a distância existente entre o branco e os gêneros(matizes). 
Em vários rituais misticos, é a cor indicativa das mutações e transições do ser. Segundo o esquema tradicional de toda a iniciação, ele representa, morte e renascimento ou ressurreição. Nas primitivas populações agrárias e dedicadas ao pastoreio, o culto da cor branco se ligava intimamente ao sentido de pureza  e princípios vitais vinculados a farinha e ao leite.

Na visão espiritual de kandisky(1954 p.70), o branco considerado muitas vezes como uma não-cor, principalmente pelos impressionistas, porque não vêem o branco na natureza. O branco age em nossa alma como um silêncio Absoluto. Um nada antes de todo renascimento , antes de todo começo. Van Gogh perguntava-se se não poderia pintar de branco sobre um muro branco, o que mais tarde afirmado por Renoir , que a maior luminosidade possível. em pintura, é a conseguida da aplicação de branco sobre o branco.

Se você precisa de tempo e espaço em sua vida porque se sente pressionado, o branco é a cor que pode dar a sensação de liberdade para esquecer-se das opressões.



Palavras chaves da cor branca: luz, bondade, inocência, pureza, virgindade, otimismo, perfeição, isolamento, frio.




VIOLETA




Eu sinceramente, amo esta cor!!!!

Esta cor esta associada à intuição e a espiritualidade.  Em tonalidades muito fortes podem agravar o estado depressivo. Em tons claros acalma e aconchega. É  próprio para locais de meditação.




Violeta é o nome genérico que se da a todas as cores resultantes da mistura do vermelho com o azul, desde os azuis marinhos que se avermelham até os carmins que se esfriam. 

O Violeta é a cor extrema do espectro visível , confinando com os raios ultra-violeta. Possui a mais alta frequência e o menor comprimento de onda dentre todas as cores. 
É o violeta a cor da temperança. Reúne as qualidade das cores que lhe dão origem(vermelho e azul), simboliza a lucidez, a ação refletida, o equilíbrio entre a terra e o céu, os sentidos e o espírito, a paixão e a inteligência, o amor e a sabedoria.

Em tons escuros, o violeta está ligado a ideia de saudade, ciúmes, angústia e melancolia, torna-se deprimente. Em tons claros é alegre e aproxima-se das propriedades do rosa. Estas cores têm um profundo efeito sobre a mente e são utilizadas pelos psiquiatras para acalmar e tranquilizar os pacientes que sofrem problemas mentais e nervosos.
Ditas cores equilibram a mente e ajudam a transformar as obsessões e os medos.

O índigo é uma cor muito poderosa para a psíque. Está associado com o funcionamento do cérebro e é um estimulante para a imaginação e a intuição. Também é um forte sedante.

O violeta e o roxo são cores de transformação do mais alto nível espiritual e mental, capazes de combater os medos e contribuir para a paz. Elas têm um efeito de limpeza para os transtornos emocionais. Também nos conectam com os impulsos musicais e artísticos, o mistério, a sensibilidade, a beleza e os grandes ideais - inspirando-nos sensibilidade, espiritualidade e compaixão.

O violeta pode exercer fortes influências. No entanto, as pessoa que se sentem atraídas por ele devem ter cuidado para não se deixar levar e viver num mundo de fantasia.

A cor roxa está asociada com a proteção psíquica.


Palavras chaves do índigo, violeta e roxo: sabedoria, criatividade, independência, dignidade, serenidade, mudança, transgressão.



AZUL


          O AZUL, PALAVRA  TÃO PEQUENA QUE REQUER FONTE MAIOR !!!! PREENCHEDOR DOS MAIORES ESPAÇOS DO UNIVERSO OS OCEANOS E O CÉU. NÃO PODIA SER MAIS GRANDIOSO!!!!

O Azul encabeça o rol de cores frias. Tranquiliza o ânimo e  favorece a amabilidade. A paciência e a serenidade. Em tons suaves, acalma. Mas cuidado com os azuis muito intensos e com ambientes monocromáticos, que levam à introspecção, situação nada recomendada para pessoas depressivas. 


"Ver na vida algum motivo pra sonhar,
ter um sonho todo azul, azul da cor do mar"

Tim Maia


Por ser a mais escura das três cores primárias, o azul tem analogia com o preto. Em razão disso, funciona sempre como sombra na pintura dos corpos opacos, numa escala de tons. É indecomponível, tanto com cor-luz como em cor-pigmento. 

As mais antigas referências sobre a produção e utilização dos azuis datam de cerca de 5.500 anos. Os egípicios já conheciam o azul de montanha(obtido pela azuríta moída) Em 1910, iniciou-se a produção do azul-ultramar em forma sintética. O Azul ultrmar de Guimet, aperfeiçoado em 1926, tornou-se o mais utilizado. O azul anil, bastante empregado em pinturas de todos os tipos, é produzido pelo índigo, fazendo parte das cores ditas orgânicas, assim chamada em oposição as cores de origem mineral. 

O azul é a mais profunda das cores, o olhar o penetra, sem encontrar obstáculos e se perde no infinito. É a própria cor do infinito e dos mistérios da alma. O azul, é ainda, a mais imaterial  das cores, surgindo sempre nas superfícies transparentes dos corpos. Por isto na antiguidade se achava que ele era a mistura do preto com o branco. 
Leonardo da Vinci(1944 p.188) " O azul é composto de luz e treva, de um preto perfeito e de um branco muito puro como o ar".

Pela ideia de superioridade sugerida em comparação com as outras cores, o azul foi escolhido com a cor da nobreza, originando a expressão designada de sangue azul. 

O azul é uma cor fresca, tranqüilizante, que se associa com a parte mais intelectual da mente, assim como o amarelo.

O azul representa a noite. " A terra é Azul!!!" foi a exclamação eufórica do primeiro homem ao ver o nosso planeta de uma distância cósmica.

O azul-marinho nos faz sentir descontraídos e calmos, como o imenso e escuro mar durante a noite.
O azul claro e o azul-celeste nos fazem sentir calmos e protegidos de todo o alvoroço das atividades do dia. Também é aconselhável contra a insônia.
O escuro azul da meia-noite age como um forte sedativo sobre a mente, permitindo-nos conectar com nossa parte feminina e intuitiva. Mas demasiado azul escuro pode produzir depressão.
O azul ajuda a controlar a mente, a ter clareza de idéias e a ser criativo.




Palavras chaves da cor azul: estabilidade, profundidade, lealdade, confiança, sabedoria, inteligência, fé, verdade, eternidade. Azul-marinho: conhecimento, o mental, integridade, poder, seriedade. Azul claro: generosidade, saúde, cura, frescor, entendimento, tranqüilidade.



Um comentário:

Fabiana Tardochi disse...

Olá!
Obrigada pelo comentário carinhoso. Se vc fez um post com a festa das suas filhas, me passe o link que eu coloco no post.
Já te sigo a algum tempo, mas como são inúmeros seguidores e muitos comentários, as vezes não consigo comentar em todos, mas estou sempre de olho nas postagens. A minha cor é o azul, goto do significado e da sensação da cor...mas a imagem que mais gostei foi a primeira do branco que também adoro!
Um beijo